Twins - Cap 42

Twins LogoOlá pessoal, tudo de bom para vocês. É dia de vos deixar aqui mais um capítulo emocionante da história, Twins. Sigam as aventuras, amores e dramas na vida de Liz e Dean, do seu divertido irmão Lee com a sua adorável namorada Olívia. A história está perto do fim, acompanhem os últimos capítulos. Como sempre, espero que gostem. =)


[...]

Estava a conversar com o Tom, a Olívia e o Dean estavam por perto, a ouvir, quando o Tom diz: 

- Tom: “Sabem, este ano vamos organizar a Black and White Party outra vez e está para breve…” 

Eu não pude evitar e desmanchei-me a rir: 

- Liz: “A sério? Não sabes o quanto me apetece uma festa dessas…” 

Esta minha indirecta não era para todos, só para quem sabia do que eu estava a falar. Então deixei-os e fui dançar. Conseguiram pôr a máquina do karaoke a funcionar, que não queria ligar, e toda a gente cantou, até eu. 

Cantei duas músicas e os casais aproveitaram para dançar bem juntinhos. E única pessoa que não dançou foi o Dean porque não tinha par, pelo menos na primeira música, porque na segunda dançou com a Pheobe. 

A noite tinha sido muito divertida de facto. Depois, quando os nossos amigos foram embora, ficámos os quatro a arrumar as coisas, para não deixar tudo para o dia seguinte. Depois de estar tudo em ordem, eu e a Olívia deixámo-nos ficar, sentadas no sofá a conversar um pouco: 

- Olívia: “Foi divertida a festa. Já tinha saudades destas coisas, com o pessoal todo reunido.” – Disse ela, com um ar nostálgico. 

- Liz: “Pois é, eu também já sentia falta. Agora cada um tem a sua vida…” 

E depois reinou um silêncio que apesar de ter durado apenas uns segundos parecia ter durado horas, então ela pergunta: 

- Olívia: “Então, ainda não tivemos oportunidade de falar sobre a ajuda que deste ao Dean…” 

- Liz: “E então?” – Perguntei despreocupada. 

- Olívia: “Beijaste-o!” 

- Liz: “Eu só o ajudei!” 

- Olívia: “Não achas que foi ajuda a mais?” 

- Liz: “Não te preocupes, não significou nada …” 

- Olívia: “Continuas a dizer isso a ti própria, é? 

Reinou outro momento de silêncio, fiquei sem vontade de lhe responder, então a Olívia volta com as suas perguntas: 

- Olívia: “Foi bom…o beijo?” 

Olhei para ela, quase nem precisei de responder, mas atrevi-me: 

- Liz: “Tão bom como eu me recordava…ou melhor ainda." 

- Olívia: “Bem, sabes o que se costuma dizer, há pessoas que são como o vinho, melhoram com a idade.” 

Depois de um comentário como aquele, nenhuma de nós conseguiu segurar o riso e desatámos a rir que nem umas malucas. Nós, no nosso melhor.

- Olívia: "Não é que eu não goste da ideia, mas se estás tão segura de ti quanto a ele, tens de ter cuidado. São essas pequenas coisas que começam a fazer uma grande diferença."

- Liz: "Eu sei. Para ser sincera, gosto de me fazer de forte e segura das minhas convicções. Eu tenho medo de fraquejar, com ele aqui, mas também não quero que se vá embora." - Confessei.

Era rara a vez que eu conseguia ser tão honesta. Muitas vezes guardava tudo cá dentro, mesmo da Olívia.

- Olívia: "E tu achas que eu não sei disso?"
[...]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Enviar um comentário